Dr Paulo Machado, da Secretaria de Saúde de Botucatu, enumera vários procedimentos contra clima seco

LEIA TAMBÉM:

CUIDADOS COM ANIMAIS

Este final de semana a baixa umidade relativa do ar será severa em Botucatu e cidades da região, conforme divulgou ontem o Instituto Nacional de Meteorologia.
A umidade do ar em Botucatu está entre 30% a máxima e 20% a mínima, provocando riscos à saúde e é agravada em regiões onde é comum queimada, principalmente nos bairros da periferia, margens de estradas e rodovias ou aos praticantes de esportes ao ar livre.
Por conta disso, a Secretaria de Saúde de Botucatu lançou orientações para reduzir o problema que pode acarretar doenças e mal estar.
Neste período, é comum verificar uma boa parcela da população afetada por doenças respiratórias, principalmente as crianças, que são mais suscetíveis à ação de bactérias e vírus.
Para quem já possui asma, bronquite ou rinite, por exemplo, a baixa umidade do ar pode ser ainda pior.

????TV PREFEITURA: Secretaria de Saúde alerta para cuidados com a saúde em período de estiagem.Além do frio, o inverno é característico por dias em que a umidade do ar atinge níveis mínimos. Neste período, é comum verificar uma boa parcela da população afetada por doenças respiratórias, principalmente as crianças, que são mais suscetíveis à ação de bactérias e vírus. Assista a reportagem da TV PREFEITURA, e conheça dicas para a prevenção dessas doenças!Leia também em: http://www.botucatu.sp.gov.br/links/20207.htm

Prefeitura de Botucatu 发布于 2017年7月21日

VEJA AS ORIENTAÇÕES
A Secretaria Municipal de Saúde apresenta algumas dicas que podem colaborar para a prevenção dessas doenças:
Hidratação: é muito importante que o consumo de água esteja em dia durante os períodos mais secos. Além de água mineral, água de coco, sucos naturais e frutas podem ajudar na hidratação do organismo.
Umidificação do ambiente: os vaporizadores e até as bacias com água são muito úteis em casa, especialmente na hora de dormir. Porém, é necessário o cuidado com a limpeza do vaporizador, para que o mesmo não acumule microrganismos que tragam prejuízo à saúde.
Soro fisiológico: para evitar o ressecamento dos olhos e das narinas, recomenda-se o uso de soro fisiológico. Nos olhos, a administração do soro é mais efetiva do que a de colírios, que se usados em excesso, podem ir contra a umidificação. Para o nariz, é importante que seja feita a limpeza com o soro de 4 a 6 vezes por dia, eliminando assim a atuação de bactérias.
Higiene: além de manter às mãos lavadas constantemente, a casa também deve ser limpa com maior frequência nos períodos de estiagem. Quanto mais seco o clima, mais ácaros e fungos aparecem.
A Secretaria de Saúde orienta aos cidadãos que tiverem problemas respiratórios causados pela baixa umidade do ar, que procurem inicialmente os postos de saúde. Caso haja a necessidade, a equipe médica encaminhará o paciente para o atendimento dos prontos-socorros.

CUIDADOS COM ANIMAIS

Se o tempo está severo para humanos, imagine para animais de serviço, guarda ou companhia. Veterinários orientam a evitar passeios entre 11 e 16 horas. Caminhe com cães bem cedo ou no final da tarde.
Leve e sirva água ao animal. Também é aconselhável reduzir os exercícios nesses dias.
Animais com muito pelo, a tosa pode ser indicada. Aumente os banhos.
Troque a água várias vezes ao dia. Assim como para humanos, coloque pano ou toalha úmida próximo ao local onde o animal dorme. Bacias de água também ajudam.