“Nosso desejo é ter um serviço de transporte público de qualidade em Botucatu. Estamos trabalhando muito nesse sentido e essa nova licitação é uma das alternativas que encontramos para isso”, afirmou Pardini.

A Prefeitura de Botucatu realizou uma audiência publica para a abertura de licitação para novo modelo de transporte coletivo em Botucatu.
Apesar do edital ter sido amplamente divulgado, apenas as empresas que operam na cidade – Stadtbus e São Dimas, que prestam mal serviço – se habilitaram.
O encontro foi realizado pela Copel, no Cine Teatro Nelli, na manhã desta sexta-feira, 30.
“Diante da rescisão contratual com as empresas que atualmente prestam os serviços de transporte coletivo em Botucatu, há a necessidade de abertura de nova licitação na modalidade concorrência pública para que uma nova empresa venha exercer tais serviços e essa audiência é o primeiro passo para isso”, explicou o Presidente da Copel, Murilo Paganini, que presidiu a reunião.
A Audiência Pública teve como objetivo esclarecer a opinião pública acerca do novo modelo adotado para a concessão do transporte coletivo, bem como dar ampla publicidade aos interessados sobre o Projeto Básico, Minuta do Edital e Minuta do futuro contrato, informou a Secretaria de Comunicação.
“Vencida esta etapa, nós temos que aguardar um prazo legal de 15 dias úteis para publicar o edital da concorrência pública, que determinará a empresa que irá deter a concessão para os próximos 10 anos. Vejo que a audiência pública cumpriu com seu objetivo, já que os presentes puderam tomar conhecimento do novo modelo da concessão que será licitado e puderam sanar todas as dúvidas sobre o tema”, finalizou Murilo Paganini.