Miami se posiciona como o novo Vale do Silício
Miami se posiciona como o novo Vale do Silício

O polo de inovação e empreendedorismo mais conhecido no mundo é o Vale do Silício. Mas isso pode mudar nos próximos anos. De acordo com pesquisa desenvolvida pela Techstars (2023), é esperado que a sua influência decline nos próximos 5 anos. 

O Vale do Silício foi apontado por 63% dos entrevistados do relatório como o centro mais inovador da atualidade. Mesmo assim, quando questionados sobre qual será o local mais inovador nos próximos 5 anos, o percentual caiu para 45%. 

Miami, por outro lado, é uma das cidades que especialistas apontam como um novo polo de inovação no futuro. De acordo com Gonzalo Ferreyra, CRO da Online Applications, os Estados Unidos estão em um momento de troca de eixo, já que Miami está se posicionando como o novo Vale do Silício no país. 

Historicamente, Miami sempre foi referência no mercado imobiliário e de turismo nos EUA. Mas, com os incentivos governamentais dos últimos anos, a cidade tem chamado a atenção de empreendedores, startups e investidores. 

O prefeito da cidade, Francis Suarez, vem promovendo desde 2020 a Miami 2.0. Segundo ele, Miami 2.0 é uma cidade baseada na Nova Economia com o foco na área de tecnologia. O movimento de descentralização do Vale do Silício começou pela rede social Twitter, a partir de um tweet publicado pelo empresário e diretor da Founders Fund, Delian Asparouhov, em 4 de dezembro de 2020. A publicação dizia: “E se mudássemos o Vale do Silício para Miami”. O prefeito da cidade respondeu a tweet dizendo “Como posso ajudar?”. 

Mas, além disso, por que Miami? De acordo com o Instituto CATO, a Flórida foi classificada como o estado dos EUA com mais liberdade econômica. Um dos pontos cruciais da Flórida é não ter um imposto de renda estadual. 

Segundo Gonzalo Ferreyra, “Miami se tornou uma oportunidade fantástica de crescimento e networking para empresários e empresas que buscam se internacionalizar”. Luiz Carlos Fernandes, Head de Projetos Internacionais da Online Applications, também destaca que Miami é o paraíso dos investidores.   

Além disso, Gonzalo Ferreyra destaca que Miami promoveu uma migração interna dentro dos Estados Unidos. “Por isso temos muitos empreendedores e startups mudando para a cidade. Isso acontece pelos impostos reduzidos e também pelo empreendedorismo que está acontecendo lá. É um concorrente forte para o Vale do Silício”, complementa.