IA deve impulsionar economia global em US$ 15 trilhões até 2030
IA deve impulsionar economia global em US$ 15 trilhões até 2030

De acordo com um relatório recente da Oxford Insights, o Brasil ocupa a 40ª posição entre 192 países em termos de adoção de soluções de inteligência artificial. Prevê-se que a implementação dessa tecnologia movimentará uma quantia estimada em US$ 15 trilhões em todo o mundo até 2030.

Tarefas como resumir textos, gerar relatórios empresariais e programar, que antes podiam levar horas para serem concluídas, agora podem ser realizadas em questão de minutos, tudo com ajuda de ferramentas de inteligência artificial. Elas estão revolucionando a forma como as empresas lidam com dados e informações. Com o uso da IA, é possível extrair insights valiosos sobre as preferências dos consumidores de forma mais eficiente, reunindo e analisando dados em grande escala. Isso pode estimular o consumo ao oferecer produtos e serviços mais personalizados, além de permitir a identificação de novas oportunidades de negócio.

Segundo um relatório divulgado pelo Fórum Econômico Mundial, a automação e a divisão do trabalho entre humanos e máquinas devem resultar no fechamento de 85 milhões de empregos em empresas de médio e grande porte em 15 setores e 26 economias até 2025, incluindo o Brasil. Ainda de acordo com o relatório, a tecnologia deve criar 97 milhões de novas oportunidades de trabalho em diferentes áreas, desde a saúde até a tecnologia da informação.

“A Inteligência Artificial é uma ferramenta poderosa que pode nos levar a patamares ainda desconhecidos. Claro que, como acontece com qualquer avanço tecnológico, surgirão dúvidas e rejeições iniciais, mas é importante lembrar que a IA não veio para substituir o trabalho humano e sim para nos auxiliar em tarefas repetitivas e burocráticas. Aqueles que não se adaptarem às novas tecnologias podem sim perder seu lugar no mercado de trabalho”, adiciona Ágatha Barreto, Diretora Executiva da 220MKT e Especialista em Desenvolvimento de Negócios.

O relatório encomendado pela Microsoft e realizado pela DuckerFrontier revelou que a adoção máxima de soluções de inteligência artificial no Brasil pode impulsionar o Produto Interno Bruto (PIB) do país em 7,1% ao ano até 2030. Esse cenário considera o máximo impacto dos benefícios da IA, o que seria um aumento significativo em relação à projeção de 2,9% feita pelo Banco Mundial e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) para o mesmo período.

Ágatha Barreto destaca ainda que “a implementação da inteligência artificial pode trazer enormes benefícios para o país, aumentando sua produtividade e competitividade. Não tem como fugir dessa nova realidade, e o Brasil não deve ficar para trás nesse contexto. Vamos abraçar as novas tecnologias e correr atrás do desenvolvimento de profissionais capacitados”.