Aumento da computação em nuvem nas empresas
Aumento da computação em nuvem nas empresas

De acordo com dados coletados pela Gartner e publicados em 2021, espera-se que, até o ano de 2025, 85% das empresas estejam utilizando computação em nuvem (cloud computing). Concentrando os esforços nessa modernização, cada vez mais, as organizações reconhecem os benefícios e adotam uma série de medidas que remodelam o jeito de fazer negócios, o que as prepara para novos desafios.

Para Davi Lopes, Diretor de Distribuição e Divisão de Secure Power da Schneider Electric, uma das principais características da computação em nuvem é a comodidade de fornecer e receber recursos de TI sob demanda, com as empresas podendo ter a oportunidade de acessar diversos serviços de várias partes do mundo de maneira remota, com segurança.

Para aproveitar essa e outras vantagens, a adoção dessa ferramenta dentro das companhias faz com que seja necessário o investimento em infraestrutura, como resoluções de energia, resfriamento e rede, pois esses são os primeiros passos para quem busca manter o serviço de conectividade por nuvem. “Essa manutenção garante que não aconteçam erros, como períodos de inatividade. Outro ponto é sobre a segurança física e cibernética, que possibilitam melhorias realistas e tangíveis”, ressalta o executivo.

A padronização de novas estratégias e de novos serviços pode promover uma discussão a respeito da segurança. Até onde essa computação é segura e a partir de onde se torna necessário investir em medidas mais avançadas, que garantem a integridade do trabalho. Diversas ferramentas, como criptografia de dados, autenticação multifatorial e monitoramento contínuo do ambiente, são algumas opções que podem ser citadas. A adoção dessas soluções fortalece a segurança e contribui para o melhor desempenho operacional dentro das organizações.

“A ascensão da computação em nuvem continua a remodelar o cenário empresarial. As instituições que andam em dia com as atualizações tecnológicas e as medidas necessárias para assegurar a privacidade e a segurança não só se posicionam, como se tornam grandes nomes e símbolos da inovação, além de proteger dados sensíveis e garantir resultados melhores dentro dessa nova onda de modernidade”, finaliza Davi.