Administração conta com novo canal ético em São Paulo
Administração conta com novo canal ético em São Paulo

O termo ESG (traduzido do inglês para meio ambiente, social e governança) tem sido pauta importante em todos os negócios ao redor do mundo. Porém, segundo uma pesquisa realizada pelo Google e pela MindMiners, em parceria com o Sistema B, apenas um em cada cinco entrevistados já ouviu falar sobre a sigla, o que traz ainda mais cautela na hora de comunicar à sociedade as ações que estão sendo realizadas em prol dos temas. 

O levantamento, que ouviu 3.000 respondentes de todas as classes sociais, ainda revelou que as questões sobre meio ambiente são as que mais têm relevância para o público. Entretanto, a pesquisa também lembra que é a governança que vai determinar quais organizações terão sucesso na agenda ESG e, para isso, ela precisa estar bem estruturada e conectada aos demais setores do negócio. 

O tema governança se baseia em quatro pilares fundamentais: transparência fiscal, ações anticorrupção, gestão eficiente e inclusiva e condutas disciplinares. Para o presidente do Conselho Regional de Administração de São Paulo – CRA-SP, Adm. Alberto Whitaker, é importante que as empresas estejam cientes e engajadas em ações que contemplem todos os pilares da sigla, adequando seus processos para que os projetos e iniciativas sejam cada vez mais transparentes e éticos.

Para garantir que essa base de governança esteja cada vez mais forte dentro do Conselho, Whitaker conta que o CRA-SP recentemente intensificou a parceria com a BDO Brasil, empresa independente e especializada, que agora receberá denúncias sobre qualquer situação que viole princípios éticos, políticas, padrões de conduta e legislação. 

“O Canal Ético do CRA-SP, coordenado pela BDO, vai garantir confidencialidade e sigilo absoluto, sem nenhum tipo de conflito de interesse, tanto para denúncias referentes à fiscalização do CRA-SP, envolvendo empresas e profissionais da área, como aquelas voltadas aos colaboradores ou demais integrantes do Conselho”, explica o presidente. 

Ele reforça que esse novo canal, que substitui o atual processo de recebimento de denúncias ligadas ao exercício da profissão, é mais uma ação que visa contemplar todas as áreas do Conselho, mas ressalta que, como o próprio nome já diz, deve ser usado para questões éticas e não para reclamações comuns sobre atendimento ou serviços. 

“Nossa intenção é abrir mais um canal de comunicação com a sociedade, envolvendo questões importantes e que devem ser combatidas com a seriedade que merecem, como corrupção, exercício ilegal da profissão, assédio, entre outras. Nosso atendimento ao público e a ouvidoria continuam existindo para tratar de outros aspectos do dia a dia que podem gerar sugestões ou reclamações”, afirma Whitaker. 

O novo canal já está no ar pelo endereço www.canaletico.com.br/cra-sp/ ou telefone 0800 591 4196 (em horário comercial) e o presidente do CRA-SP acredita que ele trará ainda mais segurança para o Conselho, além de transparência para a sociedade.