Após a expansão acima da economia nacional registrada nos três últimos anos, a indústria da construção espera crescer 2,5% em 2023. É o que indicam os dados do relatório “Contas Nacionais Trimestrais – 3º Trimestre de 2022” divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e publicados pela Agência CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção).

Assim como o mercado, as iniciativas do segmento também registraram resultados positivos e têm expectativas promissoras para este ano. Exemplo disso, a Construflow – startup voltada para o setor da construção civil – que surgiu em janeiro de 2021 e, em seu segundo ano de atuação (2022), registrou um crescimento de 750% no faturamento. Para 2023, a empresa tem expectativas de triplicar a sua receita. 

A perspectiva é que, ao longo do ano, novos talentos sejam recrutados para o negócio, principalmente com o investimento de R$2,6 milhões recebidos pela Vedacit. A expectativa é bem-vinda em um ano em que o número de desempregados pode chegar a 208 milhões em todo o mundo – 3 milhões a mais do que em 2022, conforme um alerta da OIT (Organização Internacional do Trabalho)

Nascida em 2021, a plataforma de integração de equipes já possui mais de 150 mil apontamentos e conta com cerca de 7 mil usuários. Com a tecnologia, os projetistas e engenheiros conseguem visualizar os erros antes que eles aconteçam – o que resulta em uma redução de até R$ 500 mil de custos por empreendimento. 

De acordo com Cícero Sallaberry, CEO da Construflow, a startup possibilita que as construtoras e incorporadoras trabalhem utilizando cada vez menos recursos. “A palavra da vez é eficiência. As empresas buscam, por meio da tecnologia, trabalhar mais com menos. Além disso, é necessário ter um propósito claro, que responde ‘por que’ e ‘para que’ a empresa existe, uma motivação”.

Sallaberry conta que o objetivo da Construflow é ajudar os clientes a diminuir os erros e o tempo de projeto na construção civil, oferecendo soluções inovadoras e eficientes de gerenciamento de projetos. “O nosso propósito é tornar o processo de construção mais eficiente e preciso, proporcionando aos nossos clientes projetos de construção de alta qualidade e bem-sucedidos em um tempo menor”, afirma.

Na visão do CEO da Construflow, em 2023 as construtoras e incorporadoras devem investir na simplificação da jornada de projetos e na comunicação que integra as equipes, além de apostar em soluções inovadoras que melhorem a eficiência e a qualidade da jornada do trabalho.