Santander anuncia investimento de 400 milhões de euros em educação até 2026
Santander anuncia investimento de 400 milhões de euros em educação até 2026

O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, presidiu hoje a abertura do V Encontro Internacional de Reitores Universia, realizado em Valência (Espanha), ao lado da presidente do Banco Santander e da Universia, Ana Botín, e do reitor da Universidade Nacional Autônoma do México (Unam) e presidente do Comitê Internacional do Encontro, Enrique Graue.

Na abertura do Encontro, Ana Botín anunciou que o Banco Santander continuará a apoiar a universidade com o compromisso de investir 400 milhões de euros a mais no fomento da educação, da empregabilidade e do empreendedorismo no período de 2023 a 2026.

“Convencidos de que não há investimento social melhor do que o feito em educação, há 26 anos decidimos fazer uma aposta na universidade”, lembrou. Esse compromisso que se traduziu em mais de 2,2 bilhões de euros para o ensino superior, em bolsas, formação contínua e apoio a mais de um milhão de estudantes e acordos com mais de 1,5 mil instituições em 25 países”, Destaca a presidente.

O V Encontro Internacional de Reitores Universia, no qual estão presentes cerca de 700 reitores de 14 países – entre os quais 100 brasileiros –, representando 14 milhões de estudantes de universidades da Europa, Estados Unidos, América Latina e Reino Unido, oferece a partir de hoje um espaço de debate único sob o tema “Universidade e Sociedade”. Os participantes aprofundaram o debate para fazer avançar a universidade e o progresso social por meio de três eixos temáticos: acompanhar a formação ao longo da vida, impulsionar o empreendedorismo e a inovação e fomentar as redes e a interconexão.

“É muito estimulante ver o engajamento dos dirigentes das instituições de ensino brasileiras na discussão da evolução da educação no País. Desenvolvemos um trabalho colaborativo e contínuo, fomentado pela Universia, que, de forma prática, se manifesta no relacionamento diário com o banco, do ponto de vista estratégico por meio do conselho de reitores e cuja visão de longo prazo está representada nesta reunião global”, afirma Maitê Leite, vice-presidente Institucional do Santander Brasil e presidente do Conselho de Reitores Universia no Brasil.

Marcio Giannico, senior head do Santander Universidades no Brasil, acrescenta que as discussões ocorridas nos fóruns internacionais apontam para soluções que podem ser comuns aos desafios da formação superior em diferentes países. “O Brasil tem instituições de alto nível e potencial. Seguiremos oferecendo todo o apoio que estiver ao nosso alcance para ajudá-las na superação desses desafios, trazendo um legado de impacto social positivo por meio da educação e da promoção da empregabilidade e do empreendedorismo”, diz o executivo.

Ao reunir dirigentes de instituições de ensino superior de diferentes portes, públicas e privadas, a Universia também colabora para a conexão entre os talentos, principalmente os diversos, com as necessidades de equipes mais plurais, cada vez mais presentes nas empresas brasileiras. E assim fomenta a empregabilidade e inclusão produtiva para os quase 9 milhões de estudantes brasileiros matriculados no ensino superior. “Queremos que as universidades sejam cada vez mais espaços onde o jovem encontras as condições para reescrever seu futuro e ocupar seu lugar no mercado de trabalho, muitas vezes mudando o patamar de renda de sua família, e gerando a mobilidade social de que nossa sociedade precisa tanto”, explica Daniela Neves, CEO da Universia Brasil.

As sociedades que mais investem em educação crescem de maneira sustentável, são mais abertas e diversas, criam mais oportunidades para todos e enfrentam melhor a solução de conflitos e os desafios do futuro”, ressaltou Ana Botín. Ela convidou todos os reitores e especialistas que participam do Encontro a uma “reflexão ambiciosa” sobre a missão da universidade em uma sociedade em constante transformação, “que funciona em rede, interconectada e na qual se diluem as fronteiras entre o mundo digital e o físico”. “A formação ao longo da vida é uma demanda social e empresarial; não é um luxo, é uma necessidade, assinalou ao se referir à validade das competências que aprendemos na universidade e ao quanto dura o período de formação em nossas vidas.

As conclusões do Encontro Internacional de Reitores se converteram na “Declaração de Valência”, que será conhecida amanhã e que reunirá o compromisso dos reitores para que a universidade continue a avançar, a partir de diversas linhas de atuação, no seu propósito de contribuir para o progresso da sociedade.

O V Encontro Internacional de Reitores Universia dá sequência aos encontros anteriores de Salamanca (Espanha), em 2018; Rio de Janeiro (Brasil), em 2014; Guadalajara (México), em 2010; e Sevilha (Espanha), em 2005, com uma aposta consolidada na educação, empregabilidade e empreendedorismo, que se desenvolve há 26 anos e distingue o Banco das demais instituições financeiras do mundo (www.santander.com/universidades).

O evento poderá ser acompanhado via streaming na web corporativa do Banco Santander.