Apartamentos compactos aquecem o mercado imobiliário
Apartamentos compactos aquecem o mercado imobiliário

No Brasil, onde 15,9% das unidades domésticas eram unipessoais em 2022, ou seja, compostas apenas por um morador, alta de 3,7 pontos percentuais em relação a 2012, conforme Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a busca por apartamentos menores, otimizados, práticos e com boa localização é uma realidade. Em meio a esse cenário, os compactos são protagonistas do mercado imobiliário.

Segundo dados do Censo do Mercado Imobiliário, divulgado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), no primeiro semestre deste ano, o número de lançamentos de empreendimentos com padrão especial, no caso studio e loft, com apenas um quarto, em Belo Horizonte e Nova Lima, chegou a 703, alta de mais de 2.000% ante igual período do ano passado, quando o total foi 32.

Para atender os potenciais moradores e investidores, as construtoras têm apostado em apartamentos flexíveis e funcionais. A Somattos Engenharia é uma delas. Como forma de apresentar o novo empreendimento, Flow, a incorporadora realizou ações recentes em praças e espaços culturais da região centro-sul de BH. Por meio de uma bike balloon, as pessoas que faziam corridas e caminhadas nos locais ganharam um isotônico personalizado e material informativo sobre o Flow.

A Somattos também promoveu iniciativa no Minas Tênis Clube. Na ocasião, os sócios do clube ganharam tatuagens digitais relacionadas ao Flow. O empreendimento está em fase de pré-lançamento na Savassi e terá apartamentos de um e dois quartos com tamanhos de 42m² a 70m².

De acordo com o gerente comercial da Somattos, Aurélio Rezende, as ações reforçam as potencialidades do Flow, que foi projetado com foco no conforto, na praticidade e na qualidade de vida. Segundo ele, em quatro semanas após a convenção de vendas, realizada em 26 de setembro, já somam 65 reservas, das quais 70% são para apartamentos de um quarto com perfil de investidor. 

Com o Valor Geral de Vendas (VGV) estimado em R$109 milhões, o Flow terá 114 apartamentos com varandas em todas as unidades. O prédio, com 24 andares, oferece os serviços de coworking, minimercado, espaço para armazenar delivery (tipo locker, com senha e refrigeração), lavanderia compartilhada, bike sharing, vaga para carregar carro elétrico, além de estacionamento rotativo, com manobrista. No rooftop, que fica no 24º andar, o morador terá vista de Belo Horizonte e uma área para o lazer com piscina climatizada, lounge de festas, com cozinha e bar, espaço gourmet com terraço, ambiente para massagem, academia e sauna.