Nível de atividade na indústria da construção cresce
Nível de atividade na indústria da construção cresce

Segundo estudo publicado recentemente pelo Portal da Indústria, no décimo mês de 2023, o indicador que mensura a evolução do nível de atividade na indústria da construção alcançou a marca de 49,7 pontos. Este resultado mostra que houve um crescimento de 3,5 pontos em comparação ao mês anterior, aproximando-se da linha divisória de 50 pontos. O documento publicado aponta o fato de que o índice supera a média histórica para o mês de outubro, fixada em 47,7 pontos, indicando um desempenho superior ao habitual para o período.

Ainda sobre a publicação que pode ser verificada na íntegra através do link destacado acima, entre os diferentes segmentos da construção, destaque-se, segundo a publicação, o ramo da Construção de Edifícios, que, ao transitar de setembro para outubro, deixou para trás a fase de declínio, registrando um aumento na atividade, passando de 46,4 pontos para 51,1 pontos. No entanto, verifica-se no relatório, que os setores de Obras de Infraestrutura e Serviços Especializados para a Construção experimentaram avanços, embora ainda permaneçam em declínio, situando-se abaixo da marca de 50 pontos, que demarca a fronteira entre crescimento e retração.

Sobre o mesmo relatório, Sondagem Indústria da Construção, o índice que monitora a evolução do número de empregados na indústria da construção atingiu 48,4 pontos em outubro de 2023, após um acréscimo de 0,1 ponto.

José Antônio Valente, diretor da empresa de franquia de aluguel de equipamentos Franquia Trans Obra afirma que é possível verificar neste estudo sobre o índice que monitora a evolução do número de empregados na indústria da construção, ultrapassa a média histórica observada nos meses de outubro, que é de 46,3 pontos. José Antônio disse que “conforme informado na sondagem publicada, o indicador de número de empregados reflete um desempenho mais positivo do que o usual para o período, cenário importante diante de um ano onde os valores ficaram, por muitas vezes, abaixo da linha divisória de 50 pontos”.

Ainda no estudo publicado, na Utilização da Capacidade Operacional (UCO) em outubro, houve um aumento de 1,0 ponto percentual, atingindo 68%. Este valor, segundo o estudo é idêntico ao registrado no mesmo período de 2022 e representa um incremento de 2,0 pontos percentuais em comparação ao indicador de outubro de 2021.

Perguntado sobre o assunto, José Antônio, afirmou que os dados publicados de outubro de 2023 sugerem uma queda menos intensa e mais disseminada na atividade e emprego na indústria da construção.