Supply Chain pode movimentar US$ 45,7 bi no mundo até 2027
Supply Chain pode movimentar US$ 45,7 bi no mundo até 2027

Um estudo apresentado pela empresa de pesquisa de mercado Markets and Markets Research apontou que, em 2022, o mercado global de SCM (Supply Chain Management) movimentou cerca de US$ 28,9 bilhões. E a tendência é a geração de US$ 45,7 bilhões em receitas para o segmento até o final de 2027, uma taxa de crescimento anual de 9,4%.

O Supply Chain, ou cadeia de suprimentos, é o conjunto de métodos e operações que vão desde a fabricação à distribuição do produto, passando por todo o processo de logística, integrando assim todos os setores da empresa, o relacionamento com fornecedores, até a chegada do produto ao cliente final.

O bom gerenciamento de Supply Chain, além disso, pode representar diminuição de custos, aumento de eficiência dos processos e traz dados importantes para planejamento e escalonamento das empresas. Conforme aponta a Pesquisa sobre Tendências Digitais na Cadeia de Suprimento 2022, feita pela PWC com 244 líderes de operações e tecnologia da informação, mais de 30% dos entrevistados veem risco moderado aos negócios por problemas relacionados aos fornecedores.

Ao mesmo tempo, a pesquisa demonstra que 80% dos profissionais participantes dizem que os investimentos em tecnologia de SCM não produziram totalmente os resultados esperados. Isso indica um “gap” do mercado de Supply Chain que, por conta dos desafios surgidos durante a pandemia de Covid-19, exploraram as soluções tecnológicas para resolução de problemas e potencialização de relacionamentos com fornecedores e clientes.

Este estudo também indicou que apenas 19% dos entrevistados apontam como prioridade a promoção de upskilling (processo de qualificação em livre tradução) digital dos funcionários.

A cofundadora e CEO do Lingopass, edtech brasileira com atuação global focada no ensino de idiomas para empresas, Alexandrine Brami ressalta que grande parte da comunicação de softwares de gerenciamento de Supply Chain, bem como legislação e artigos deste segmento, são em inglês, e exige a expansão do conhecimento dos colaboradores sobre estas plataformas e o idioma.

Para a especialista, vencer a barreira linguística é um dos desafios principais para desenvolvimento do setor de Supply Chain. “No cenário empresarial globalizado de hoje, as empresas enfrentam desafios multifacetados na gestão da cadeia de suprimentos, incluindo a navegação pelas regulamentações internacionais, otimização de estoques, controle de custos e atendimento às crescentes expectativas dos clientes”, destacou.

Brami explica que a proeminência em outro idioma relacionada às atividades logísticas é primordial para se ter uma comunicação efetiva com fornecedores e clientes no mundo inteiro, assim como para ter acesso a informações difundidas em outros países e até para fechamento de negociações.

“A gestão da cadeia de suprimentos desempenha um papel crucial no comércio eletrônico internacional contemporâneo. Ela facilita a expansão global das empresas, garantindo operações eficientes, entregas rápidas e satisfação do cliente”, pontuou.

Para saber mais, basta acessar: https://www.lingopass.com.br/