Renovação da concessão da EDP é tema da abertura do Sendi
Renovação da concessão da EDP é tema da abertura do Sendi

Durante a abertura do XXIV Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (Sendi) 2023, na noite desta terça-feira (07), no Pavilhão de Carapina, o presidente da EDP, João Marques da Cruz, reforçou a confiança na renovação da concessão da EDP no Espírito Santo e o investimento recorde de cerca de R$ 800 milhões que está sendo realizado pela companhia neste ano no estado.

A solenidade também contou com a presença do governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, Marcos Madureira, presidente da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee) e o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Ricardo Tili.

Durante a abertura, João Marques da Cruz expressou tranquilidade e confiança nas lideranças e órgãos regulatórios do setor elétrico sobre as concessões das distribuidoras de energia. “Estamos com um processo muito bem conduzido pelo Ministério de Minas e Energia quanto a renovação da EDP Espírito Santo e confiamos nas instituições brasileiras para que a renovação não onerosa das concessões aconteça e seja pensada em benefício dos clientes. A distribuição de energia precisa de investimento para enfrentar os eventos climáticos extremos e para a capacitação de pessoas nessa frente”, disse o executivo. Marques da Cruz reforçou também sobre os investimentos no setor: “Acreditamos que esse enfrentamento só é possível através do investimento de capital e da prorrogação não onerosa das distribuidoras”.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, enalteceu o setor de energia e ressaltou o quanto o tema é importante para toda a sociedade. “Este evento é uma oportunidade única para trocar conhecimentos, debater desafios e buscar soluções inovadoras para o setor energético. Podemos compartilhar experiências e aprender com renomados especialistas e profissionais presentes no Sendi 2023. Tenho certeza de que essa jornada será enriquecedora e inspiradora, contribuindo para o desenvolvimento sustentável e eficiente do setor elétrico no Brasil e, principalmente, no Espírito Santo, que tem se tornado referência em energias renováveis”.

Inovação, sustentabilidade e as atualizações sobre o mercado de energia serão os principais assuntos debatidos no decorrer da programação do Sendi. O evento se estende até nesta sexta-feira (10) com uma ampla programação, mesas-redondas sobre temas do setor, apresentação de mais de 220 trabalhos técnicos, pitchs com mais de 20 startups, ExpoSendi com 150 empresas participantes, além do tradicional Rodeio Nacional dos Eletricistas, com a participação de 15 equipes de vários estados brasileiros. No local, foi montado um palco de 70 metros para receber a cerimônia e outras programações do evento, com previsão de reunir mais de 3,5 mil participantes.

Apresentações culturais

Logo na entrada do Sendi 2023, os participantes foram recepcionados pela banda de congo Raízes da Barra, que seguiu em cortejo com empresários e autoridades até o palco principal. A cerimônia contou com espetáculo de balé em um show de arte e tecnologia, além da orquestra de mulheres composta por artistas capixabas, sob direção artística de Marcelo Lages, direção musical e regência da maestrina Suelen Peroni. No final, foi servido um coquetel e os participantes foram embalados pelo bloco de Carnaval da banda capixaba Regional da Nair.  

Os números do Sendi 2023

+ de R$ 15 milhões em infraestrutura em uma área de 20 mil metros quadrados, no Pavilhão de Carapina, na Serra (ES)

+ de R$ 25 milhões serão movimentados no setor de turismo e negócios no ES

+ de 150 expositores na ExpoSendi

+ de 200 trabalhos técnicos serão apresentados

+ de 20 palestrantes de renomes nacional e internacional

21 startups selecionadas vão apresentar seus trabalhos inovadores

15 equipes vão participar do Rodeio Nacional de Eletricistas, sendo oito participantes em cada time, totalizando 120 profissionais

O Sendi

Realizado desde 1962, o Sendi apresenta as principais inovações do setor, com destaque para soluções sustentáveis e de alta qualidade. As tendências de digitalização, descarbonização e descentralização são relevantes para o setor, pois dizem respeito à transição energética.

Realizado entre os dias 7 e 10 de novembro, pelo Instituto Abradee e tendo a EDP como anfitriã, o Sendi 2023 ocupa mais de 20 mil metros quadrados, no Parque de Exposições de Carapina, e abriga a ExpoSendi, uma exposição do segmento de energia; uma arena silenciosa com palestras simultâneas de especialistas renomados, apresentação de trabalhos técnicos, o espaço Inovação e o Rodeio Nacional dos Eletricistas.

O eixo central do evento é o ESG (Environmental, Social and Governance), abordando cases e práticas ambientais, sociais e de governança, com temas relacionados às macrotendências de transformação do setor de energia. Em pauta, conteúdos como gestão inteligente da rede; soluções para clientes; tendências e fomento à inovação; sustentabilidade do negócio UND; e liberalização do mercado.

SERVIÇO

XXIV Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (Sendi) 2023 

Data: de terça (07) a sexta-feira (10) 

Local: Pavilhão de Carapina, no Espírito Santo

Atrações: ExpoSendi; seminários com palestrantes nacionais e internacionais; apresentação de trabalhos técnicos e de startups e seus trabalhos de inovação; Rodeio Nacional dos Eletricistas; Carta de Vitoria, entre outros

Informações e inscrições: www.sendi.org.br

Realização: EDP e Instituto Abradee

Sobre a EDP Brasil

Presente há mais de 25 anos no país, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. Com mais de 12 mil colaboradores diretos e terceirizados, a Companhia tem negócios em Geração (com foco em energia solar por meio de geração distribuída), Transmissão, e Comercialização de energia no mercado livre. Em Distribuição, atende cerca de 3,8 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da Celesc, em Santa Catarina. Em 2023, foi eleita pelo quarto ano consecutivo a empresa mais inovadora do setor elétrico pelo ranking Valor Inovação, do jornal Valor Econômico, e é referência em ESG, ocupando, em 2021 e 2022, o primeiro lugar do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3, no qual figura há 17 anos.