PH Negócios lança FIDC com objetivo de captar R$ 200 milhões
PH Negócios lança FIDC com objetivo de captar R$ 200 milhões

A empresa PH Negócios, especializada em serviços financeiros e sediada em São Paulo (SP), deu início à estruturação do seu segundo Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC). O objetivo é captar R$ 200 milhões, gerando oportunidades aos investidores. 

Como o próprio nome diz, FIDC é uma opção de investimento com aplicações em títulos de crédito. O primeiro deles realizado pela PH Negócios se deu em 2023, por meio da sua fintech, a PH Tech. Na época, foram captados R$ 100 milhões para operações de antecipação do saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), os quais já foram completamente originalizados.

“A estruturação do segundo FIDC representa a consolidação da trajetória de sucesso da PH Negócios. Com a captação de R$ 200 milhões, acreditamos que a empresa vá alcançar um novo patamar”, afirma o sócio-fundador Paulo Henrique Camargo Costa. 

Paralelamente ao segundo fundo (que ainda passará pela aprovação da Comissão de Valores Mobiliários), a empresa já está trabalhando em um terceiro FIDC. “Este será voltado para a venda de cartão consignado e cartão de benefício para servidores públicos municipais e estaduais”, adianta Paulo Henrique.

Trajetória da PH Negócios

Com uma história de mais de 16 anos, a PH Negócios oferece, além de oportunidades de investimentos em FIDC, outras opções de serviços. Entre eles, estão empréstimo, financiamento imobiliário e modalidades de consórcio. 

“Ao longo de sua trajetória, a empresa atuou como correspondente bancária, destacando-se como uma das maiores originadoras de vendas próprias do país, com mais de 600 colaboradores”, declara Paulo Henrique.

Ele destaca o fato de a PH Negócios ter sido contratada por instituições financeiras para intermediar a relação com os clientes e acumular “uma carteira superior a R$ 10 bilhões em operações com vasta capilaridade, com mais de 800 convênios diferentes”. 

Paulo Henrique menciona ainda que a empresa tem aproximadamente 50 mil contratos fechados por mês e acumula vitórias e posições de destaque em diversas premiações no decorrer da sua história. 

“Nos últimos anos, a dinâmica mudou. Junto com minha sócia, Gracielle Costa, percebi a necessidade de enfrentar novos desafios e oferecer mais oportunidades de negócio para a companhia, nossos funcionários e clientes”, diz, em referência à decisão de estruturar os FIDCs e explorar outras possibilidades no mercado.

Para saber mais, basta acessar: https://www.phng.com.br/