A Justiça concedeu a liberdade provisória ao homem que foi preso em flagrante suspeito de assediar e ofender verbalmente a deputada estadual Isa Penna (PC do B), neste sábado (24), durante uma caminhada de campanha, em Botucatu (SP).

A decisão da audiência de custódia, realizada neste domingo (25), confere ao suspeito a liberdade mediante o cumprimento de algumas medidas cautelares.

Dentre elas, estão o comparecimento mensal e obrigatório em juízo para informar e justificar suas atividades, proibição de se ausentar da Comarca sem prévia autorização judicial e obrigação de recolhimento domiciliar no período noturno e nos dias de folga, sob pena de ser decretada outra medida cautelar alternativa ou a prisão preventiva em caso de descumprimento.

Isa Penna (PC do B) é ofendida e agredida verbalmente por homem durante caminhada de campanha — Foto: Reprodução/TV Globo
Isa Penna (PC do B) é ofendida e agredida verbalmente por homem durante caminhada de campanha (Foto: Reprodução/TV Globo)

Em campanha pelo centro-oeste paulista, a deputada estava acompanhada de seus apoiadores na rua Marechal Deodoro, em Botucatu, quando foi abordada por um homem que pediu para tirar uma foto com ela.

Segundo o Boletim de Ocorrência, neste momento, Isa relatou aos policiais que o suspeito agarrou a sua cintura e a apertou.

Ainda segundo o BO, que foi registrado como por importunação sexual e lesão corporal, o suspeito cochichou no ouvido da deputada: “você é uma vadia, o assédio com o Fernando Cury não aconteceu”. Em seguida, o homem tentou fugir, mas a deputada contou que o encontrou em meio à multidão e pediu que repetisse as ofensas, o que, segundo ela, não ocorreu.

Um assessor de campanha da deputada também foi detido pelos policiais militares. O suspeito de ofender a deputada foi preso e encaminhado para a cadeia de Itatinga (SP), onde permaneceu até a audiência de custódia.

Isa Penna (PC do B) posta vídeo em que narra detalhes da importunação sexual em Botucatu — Foto: Instagram /Reprodução
Isa Penna (PC do B) posta vídeo em que narra detalhes da importunação sexual em Botucatu (Foto: Instagram /Reprodução)

O celular do suspeito foi apreendido. A polícia solicitou ao Instituto Médico Legal (IML) um exame de corpo de delito para a vítima.

Nas redes sociais, a deputada postou um vídeo em que narra detalhes do acontecimento. Na legenda, escreveu: “Fiquei meio em choque, mas fui atrás dele e disse: ‘Repete agora que tem um monte de gente em volta’, mas ele não repetiu”.

Fonte: G1