Associação Renascer Ferroviário (ARF) de Avaré, atualmente presidida pelo músico e luthier Kleber Silveira, conquistou junto à Rumo Malha Sul S.A., com sede em Curitiba, a concessão para explorar 111 km de malha ferroviária, no trecho compreendido entre Rubião Júnior, em Botucatu, e Manduri.

Com o contrato já assinado, a Associação poderá adotar todas as ações pertinentes à execução do projeto de exploração do trecho da antiga Estrada de Ferro Sorocabana, de acordo com os preceitos legais de patrimônio histórico, promovendo a restauração e recuperação e futuro uso do trecho a ser explorado, além de evitar invasões.

A ideia inicial da Associação, que conta com uma diretoria composta por dez integrantes, de acordo com o presidente Kleber Silveira, é implantar um trem turístico, com viagens diárias partindo de Rubião Júnior, em Botucatu, passando por Itatinga, Avaré, Cerqueira César até Manduri.

Kleber informou que a diretoria pretende conseguir uma locomotiva que fica em Botucatu. “Os carros de passageiros nós já conseguimos. Acreditamos que dentro de um ano conseguiremos implantar o trem turístico”, destacou.

Para o projeto, a Associação iniciará um processo de negociação com as prefeituras das cidades envolvidas para que promovam a reforma das estações existentes para embarque e desembarque de passageiros.

Com informações A Comarca