Foto: Divulgação
A Secretaria Municipal de Saúde de Botucatu informou na terça-feira, 9, que neste ano foram confirmados 33 casos de dengue na Cidade. Desses, 15 são casos autóctones e 18 importados de outros municípios. No primeiro trimestre de 2019, as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti somaram mais de 32 mil visitas a imóveis.
Um dos ultimos casos confirmados foi na região do Bairro Alto, na semana passada. A Vigilância Ambiental em Saúde realizou a aplicação de veneno nos terrenos e imóveis, além de fazer busca nos quintais para identificar focos da doença.
A aplicação de inseticida (nebulização) para eliminar os mosquitos adultos é uma atividade complementar a de eliminação de criadouros, indicada apenas para algumas áreas restritas de importância entomológica e epidemiológica, informou a administração municipal.
O Secretário de Saúde do Municipio André Spadaro informou que era esperado o aumento dos casos de dengue, devido às viagens de muitos moradores da cidade para áreas infestadas com a doença, durante o carnaval.
“Como previsto, refletiu no município, principalmente após o Carnaval, a influência epidemiológica de outras regiões que estão com transmissão desencadeada de dengue, por conta do trânsito de pessoas. É importante que, ao aparecimento de sintomas como febre alta, dor de cabeça, dor no fundo dos olhos, dores nas articulações, cansaço e indisposição, se procure o atendimento médico”, afirma André Spadaro, Secretário Municipal de Saúde.
O Supervisor de Serviços de Saude, Valdinei Campanucci, alerta que a população precisa colaborar com a saúde publica permitindo a entrada dos agentes aos imóveis e adotando todas as orientações de manutenção adequada dos recipientes existentes com água parada, este enfrentamento será em vão.