Marcelo Emílio é Secretário de Segurança de Botucatu
A Guarda Civil Municipal fechou o balanço de ações realizadas nos meses de abril e maio em Botucatu. Entre as principais atividades, está o fortalecimento do monitoramento e fiscalização de entradas e saídas de alunos nas escolas da Cidade.
A medida tem como objetivo proporcionar maior segurança as crianças e adolescentes, orientar o trânsito nos pontos de maior congestionamento e inibir atividades ilícitas, principalmente ligadas ao consumo e tráfico de entorpecentes.
Nos dois meses foram realizadas 1.258 ações de estacionamento e ronda escolar.
“Precisamos estar sempre atentos na proteção dos nossos jovens e por isso estamos fortalecendo os trabalhos nos arredores das escolas para coibir qualquer tipo de atividade ilícita. Temos o apoio dos pais e da comunidade e isso, com certeza, faz a diferença”, afirma o Comandante da GCM, Leandro Destro.

FRIO: 124 ASSISTÊNCIA

Com a chegada do frio, outra ação da Guarda teve destaque foi a Operação Migrante, patrulhamento em locais que moradores de rua costumam pernoitar em Botucatu.
A GCM realizou 45 abordagens no mês de abril e 79 no último mês de maio, encaminhando os migrantes para o Espaço Acolhedor, onde receberam os devidos cuidados.

60 PRISÕES

A Guarda também tem atuado fortemente no atendimento imediato a delitos e na captura de pessoas com mandado de prisão.
Em abril foram 24 prisões e em maio o número pulou para 36, salientou nota da assessoria de imprensa da Prefeitura. Marcelo Emilio destacou que com outras unidades de segurança já foram atendidas mais de 5,5 mil ocorrencias.
“Temos um trabalho muito legal junto as Forças de Segurança do Município, que nos dá a possibilidade de agir unicamente em prol da proteção do nosso povo. Foram 5.530 ações de prevenção realizadas pela GCM, o que nos ajudou e muito neste sentido”, finaliza Marcelo Emílio de Oliveira, Secretário Municipal de Segurança Pública.