Vinte oito jovens que cumprem medida socioeducativa no centro da Fundação CASA de Botucatu foram inscritos para participar das provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade (Encceja PPL).
O exame aconteceu na última terça e quarta-feira (08 e 09/10) e teve como objetivo possibilitar que pessoas privadas de liberdade, que não conseguiram concluir os estudos na idade-série correta, obtenham a certificação do Ensino Fundamental ou do Ensino Médio – ou, ao menos, a proficiência em algumas disciplinas.
Ao total 3.211 adolescentes, de ambos os sexos, que cumprem (ou cumpriram) medida socioeducativa em 114 centros da Fundação CASA no Estado de São Paulo foram inscritos na prova.
Desde 2017, esse exame do Ministério da Educação (MEC) passou a certificar o Ensino Médio – antes era apenas o Fundamental. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é responsável pela execução.