Promover a convivência e a inclusão de jovens e adultos com deficiência intelectual no meio social e profissional, garantindo mais oportunidades e geração de renda, é um dos principais objetivos do Programa Educação para o Trabalho – trampolimque será ofertado a partir de 19 de fevereiro no Senac Botucatu.
O curso é gratuito e destinado a maiores de 16 anos com deficiência intelectual e que estejam ou não matriculados em uma instituição de ensino básico, informou a assessoria de imprensa da instituição.
Também poderão se inscrever pessoas que estejam vinculadas a instituições especializadas.
“Trabalhamos com diversas atividades a fim de que o aluno se conheça, entenda como é, do que gosta, quais habilidades possui, as características que precisam ser aprimoradas, o estabelecimento de metas, entre outras questões. Qualquer pessoa com deficiência intelectual pode fazer o curso”, explica Flavia Galhardo Kasburgo, docente da área de gestão e negócios do Senac Botucatu.
Além do viés educacional e integrativo, o programa trabalha com uma metodologia de desenvolvimento por meio de projetos, ações de cidadania e sustentabilidade.
“O aluno reconhece suas capacidades, passa a olhar o mundo à sua volta sob uma nova perspectiva e sente-se apto para encarar os desafios que a vida nos impõe todos os dias”, informa Flávia.
Durante o curso, os estudantes também são estimulados a conhecerem o contexto no qual estão inseridos, compreendendo sua participação enquanto cidadão na sociedade.
Para mais informações, acesse o Portal Senac (www.sp.senac.br/botucatu) ou vá até o Senac Botucatu, na rua Dr. Rafael Sampaio, 85 – Bela Vista.
 

Reconhecimento

Em 2017, o Senac São Paulo conquistou o 3º lugar no prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência, promovido pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, em parceria com o Centro de Tecnologia e Inclusão. A instituição também foi premiada em 2016, com o 2º lugar, e em 2015, com o 1º lugar.