E dormi com a notícia do decreto municipal, em cima do estadual, da flexibilização das atividades comerciais em Botucatu.
Foi muito bom saber que poderemos voltar a frequentar os butecos, restaurantes e lojas do nosso bem querer.
A possibilidade de voltar a nadar, ahhhhhh….
Claro que muitos acham precipitado. Também tenho medo.
Mas acredito que vai dar, sim, pra dar um bordejo.
Estou com muita vontade de levar o Villa-Matas pra mesa 11, do Piritas.

Acordei muito animada, trepidante mesmo.
Estava frio e eu com fome.
Queijo quente e café, os bons dias nas redes sociais, higiene, protetor, trocar de roupas, alongar e, delícia, caminhar sob o sol quentinho.

Ouvindo o jornal no rádio, liguei pra Ferrô. Porque o prefeito afirmou: os clubes pararam as atividades por bom senso, antes mesmo do primeiro decreto; cabe a eles decidir a retomada das atividades.
E foi o que falei pra Gabi, ao telefone. Eles não sabiam de nada, indiquei o jornal no YouTube e pedi retorno.
Conversei caminhando e, depois de desligar, continuei a caminhar, só que respirando como se estivesse nadando, que é ao contrário. Respira pela boca, expira pelo nariz, o que evita que a água entre na boca.

E, nadando, caminhei tãotão feliz e forte que cheguei em casa exultante.

Alongamento, água de coco e kiwi.

Conversei com a mamãe, tudo indo bem, tudo vai ficar melhor.
Com o Fer, que está feliz por minha expectativa.


Lavei a louça do café, separei as roupas pra lavar, cuidei das plantas.
Colhi uma berinjela.

Banho gostoso, músicas grandiosas no programa do Osmar.
Começou com Freddy Mercury e Montserrat Caballé, divino.
E eu pedi essa…

Leitura na rede.
Conversas e notícias.

Um médico da XXI da FMB, ginecologista em Piracicaba, morreu após 16 dias de diagnóstico de Covid 19. Estava usando a hidroxicloroquina. Segundo soube, infartou em casa. 56 anos. Duas amigas, uma esposa de colega de turma, outra médica na frente, em Piracicaba, estão muito tristes. Pudera. Que sua passagem seja iluminada, José Henrique Mello de Freitas.
Hoje eu completaria 37 anos de casada.
O casamento acabou.
Ficou a família, minha fortaleza e o maior tesouro que terei em vida.
Estou com essa cara de enjoada no momento das alianças, fazendo a firmona depois de chorar desde o momento em que entrei na igreja, debaixo de uma tempestade absurda!, e ouvi meu pai falando
” você está linda, filha!”.
E a música que escolhi, tocada pelo ma-ra-vi-lho-so Pedro Pasti, foi Wave porque, ” Vou te contar o que olhos já não podem ver, coisas que só o coração pode entender. Fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho.”
Agora acho muito possível, maestro! E sou muito feliz.
Mas, sem a família que conquistei, seria impossível mesmo.

O Brasil que me representa acaba de ganhar o festival de cinema do Panamá com o filme “A vida invisível”, de Karin Aïnouz.
Adoro boas notícias, especialmente quando dizem respeito a cultura.
Enquanto no congresso, o Partido Novo (?) foi o único a votar contra o auxílio emergencial pra cultura, afff….
Botucatu, com Cris Cury a frente da secretaria, aprova edital pró cultura.
Um sucesso essa administração municipal. Equipe coesa, tudo de bom. Parabéns!
Almocei abobrinha recheada.
E a sobremesa foi doce de abóbora com leite de coco.
E acabei com o abobral da dispensa.
Legumes são deliciosos, digestivos, dão prazer gustativo e não engordam.
Fica a dica.

A Iabas, a tal organização (?) social que está dando truque junto com a secretaria de Saúde, no RJ, não vai receber mais nenhum centavo.
Vai devolver o que recebeu e não fez?
$250 milhões e só UM hospital de campanha!
Vergonhoso!

Mariele e Anderson não terão seus homicídios federalizados.
Dois presos por. Mas até agora sem o mandante e sem o por que.

A PGR quer limites, (Ara! Aras!), quer limitada ação do STF, quer arquivar, quer abafar, quer que desapareçam inquéritos e provas. Quer limpar os que chafurdam.

O ministro da justiça, aquele autodenominado “servo”, que chamou o Messias de “profeta do combate a criminalidade”, pede habeas corpus pra proteger Weintraub no inquérito das fakenews.
E não só pro deseducado. Pra todos.
Ahhhhhh tá….seo ministro!

Confronto politico.
A cara do eleito.

Liberdade de expressão é a desculpa entre os boca rotas.
Falta de decoro?
Não, eles nunca ouviram falar.

Damares está gozando na calcinha. Vai mandar prender todos que não virem jesus na goiabeira dela.

Abraham Weintraub, que não se contém, quis se comparar aos judeus, na noite dos cristais.
Indignação mundial!

Quantas vergonhas mais?

O filho 02 da familícia, incitador do ódio e grande mentor do gabinete de mesmo nome, vai a público sugerir ruptura entre o executivo e o judiciário.
Pra já.
Suspender inquérito e punir o STF!
Bandido!
Miliciano!

Que gentalha é essa?
Que merdinha esse eleito! Eita porra podre! Ca-ra-leo!
Pobre da mãe desse criame de vermes soberbos e pretensiosos!

O eleito afirma que tem, mais do ninguém, compromisso com a democracia, que respeita os outros poderes mas bateu o pau na mesa e gritou que vai agir com as armas da democracia.
AK-47? Pistola? 38? Tubaína? Chicote?

Pesquisa de hoje.
43% acham o governo federal PÉSSIMO!

Depois dessas, me retiro do mundo real desejando que a familícia, seus apoiadores e protetores sejam presos e mofem nas masmorras ad infinitum.
Triste 🇧🇷 desgovernado!

#tbt
Há três anos atrás, em Lagos, Algarve, sul de Portugal, fiz um passeio de barco no mar oceano.
Essa ponte é do império romano.
E tem mais desse tempo ancestral por lá.
História e cultura preservadas e a disposição do público. Outra vibe.

Saudades de vocês, filhão e filhinho!
Sempre mantendo a esperança de reencontrá-los ainda nesse verão europeu.
Te amos!

Por falar em filhos.
Minha amiga Cleide Campos acaba de ganhar mais uma neta, Diana, da querida Paula.
Bem vinda, bebéia!
Muitas alegrias e bençãos pra toda família.
Vivas!

Fica muito difícil, nas tardes.
A solitute, a distância familiar, ok. Dá pra levar de boas.
Mas não me consigo deixar de informar meus medos. Sempre torcendo pra estar sendo exagerada, paranóica.
E, então, vem o final do dia, as coisas vão assentando aqui dentro. Não tenho medo da noite, de escuro, de morar sozinha e nem do bicho papão.
Tem sido assim, na quarentena.
Manhãs e noites serenas.
Tardes de tormenta.

Quando voltar a nadar, vou nadar nas tardes.

Para reflexão.
“Dificilmente estamos conscientes do que estamos fazendo. Se estamos bebendo café, não estamos pensando no café. Estamos pensando no que faremos em seguida, ou no que fizemos ontem, ou somos pegos de novo nas nossas fantasias. Em outras palavras, quase nunca estamos verdadeiramente vivendo. Estamos sempre só pensando em viver.”
Jetsunma Tenzin Palmo

Resistiremos.

Seguimos.