Odontologia estética segue tendência de crescimento em 2023
Odontologia estética segue tendência de crescimento em 2023

A odontologia estética passa por transformações constantes, e os avanços do setor resultam em novas técnicas, cujos resultados são cada vez mais próximos de quem sonha com um sorriso bonito. E esse desejo é simplesmente uma tendência global, que vem alimentando, em número de pacientes e em cifras, um mercado que não para de se aquecer.

Um reflexo disso está presente nos resultados de uma pesquisa desenvolvida por um instituto irlandês, o Research and Markets, que projeta um faturamento de US$ 89 bilhões para o setor até 2030. Com base nessa projeção, aponta o estudo, a estimativa é de que os consultórios especializados em odontologia estética apresentem um crescimento médio anual de 13% desde 2022.

“É cristalina a identificação deste movimento também no mercado brasileiro. O número de pacientes que recorrem aos procedimentos dentários mais visados cresce continuamente”, revela o cirurgião-dentista Dr. Paulo Coelho Andrade, mestre e especialista em Implantodontia e Odontologia Estética, cuja clínica está localizada na região Sul de Belo Horizonte.

O profissional lembra que o Brasil é uma referência em odontologia estética no mundo, sobretudo por ser o segundo país em número de procedimentos, atrás apenas dos Estados Unidos, de acordo com a Sociedade Brasileira de Odontologia e Estética (SBOE)

“Uma das razões desse aumento tem relação com a valorização do sorriso nas relações interpessoais e até profissionais. As pessoas estão descobrindo o poder dos dentes bonitos. Além disso, os avanços estão tornando o clareamento dental, os implantes e as facetas dentárias, procedimentos mais acessíveis. A tendência é termos um mercado cada vez mais capacitado, tecnológico, com resultados absolutamente atraentes e com preços mais interessantes”, projeta o Dr. Paulo Coelho Andrade.