Nesta terça-feira, 18, vídeos e fotos de um homem no Shopping Botucatu, circularam nas redes sociais, principalmente nos grupos de Whatsapp, afirmando se tratar do ex-ator Guilherme de Pádua, assassino da atriz Daniella Perez, filha de autoria de novela Glória Perez.

A presença de Guilherme de Pádua na Praça da Alimentação do estabelecimento estava incomodando populares. Funcionários de lojas e pessoas filmaram e divulgaram, pensando se tratar do ex-ator, que cumpriu uma pena de sete anos de encarceramento, saindo da prisão em 1999.

Porém, tudo não se passava de um mal entendido que estava ganhando grandes proporções nas redes sociais. O blogueiro de Botucatu, Jorge Drew foi até o homem, e próximo já notou que não se tratava de Guilherme de Pádua, mesmo assim ele perguntou se era ele, o que foi negado.

De acordo com o blogueiro, o homem, que estava com a família, ficou sem graça com a confusão. “De perto fica claro que não era ele. É mais jovem, tem olho claro. É importante tomar cuidado com essas divulgações”, disse Jorge Drew ao Jornal Leia Notícias. “Ele poderia ter sido agredido por alguém mais exaltado. Ele estava lá almoçando com a família”, completou.

Hoje, com 52 anos, Pádua exerce uma profissão muito distinta do que o tornou conhecido: é pastor evangélico, pertencente à Igreja Batista.

Guilher de Pádua ficou nacionalmente conhecido por ter assassinado brutalmente sua colega de trabalho, em 1992, com ajuda de sua ex-esposa Paula Nogueira Thomaz (atualmente Paula Nogueira Peixoto), com uma tesoura e um punhal a atriz e bailarina Daniella Perez, sua colega de elenco e par romântico na novela De Corpo e Alma.