Botucatu atravessa o pior momento no enfrentamento da pandemia da Covid-19. Há algumas semanas os números de pessoas contaminadas são os maiores desde o início do combate à doença, como tem sido destacado diariamente pelo Secretário de Saúde, André Spadaro, nos boletins de vídeo.

O número de munícipes internados também nunca esteve tão alto. De acordo com a Prefeitura, na noite de terça-feira, 08, eram 110 pacientes, moradores de Botucatu, internados nos hospitais da Cidade, com 37 pessoas na UTI.

Mesmo com a vacinação em massa, realizada através de um estudo da Unesp com a Oxford / AstraZeneca, a grande maioria da população recebeu somente a primeira dose. A segunda está prevista para ocorrer em agosto. Desta forma, os moradores de Botucatu não estão imunes ao novo coronavírus.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Botucatu e questionou, baseada nos altos números de infectados, internados e mortes, se a Prefeitura tomará alguma atitude, como impor novas restrições, para reverter crescimento dos casos e óbitos por Covid-19 na Cidade. Também foi questionado se o estudo que proporcionou a vacinação em massa impede que alguma atitude, como nova restrição, seja tomada pelo Poder Público.

Em nota, a Prefeitura de Botucatu limitou-se a responder: “A Prefeitura seguirá as orientações do Plano SP. A Vigilância Sanitária continuará atuando na fiscalização de estabelecimentos”.

Desde o início da Pandemia, Botucatu totaliza 243 mortes de munícipes pela Covid-19. Foram 12 mortes somente nos 9 primeiros dias de junho.

 

Jornal Leia Notícias