A Prefeitura de Botucatu inaugura nesta sexta-feira, 11, a nova Escola de Tempo Integral do Residencial Cachoeirinha. A instituição será denominada EMEFI “Prof. Mozart Morais” e receberá 300 alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental I.

“A Escola do Cachoeirinha é mais um equipamento que qualifica a infraestrutura dessa região que cresceu muito nos últimos anos. São 992 Unidades habitacionais para quem mais precisa, viaduto e largas avenidas, campo de grama sintética, e agora essa escola de tempo integral que vai abençoar a vida de muitas famílias e das nossas crianças”, afirmou o Prefeito Mário Pardini.

A Escola do Cachoeirinha é uma das 11 unidades municipais de Ensino Integral em Botucatu, que conta com escolas do tipo nos bairros Jardim Monte Mor, Jardim Itamarati, Jardim Cambuí, Residencial Cedro, Residencial Cambuí, Residencial Maria Luiza, Residencial Santa Maria, Cohab 1 e Centro.

Mozart Morais

Mozart Morais nasceu na cidade de Pereiras, SP, no ano de 1926. Filho de Antônio Morais e Rosa Muccini, casou-se com a Senhora Terezinha Terni de Morais, com quem teve dois filhos: Mozart e Acácio.

Se diplomou como professor primário na Escola Normal de Suruí, em Tatuí, no ano de 1948.

Veio para Botucatu e cursou Administração Escolar no ano de 1967 na escola IEECA (Atual escola EECA). Também cursou Pedagogia na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Mogi das Cruzes; Administração Escolar na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Botucatu (Unifac) e Supervisão Escolar na cidade de Avaré.

Participou de inúmeros cursos voltados para as diferentes áreas do magistério, ministrou cursos e proferiu palestras sempre tendo como tema a Educação.
Sua primeira escola como professor primário foi a Escola Masculina do Bairro Sobradinho, no município de Pompéia. Depois passou por Presidente Prudente, Óleo, Panorama, Junqueirópolis, Ipauçú e Santa Cruz do Rio Pardo, até chegar em Botucatu no ano de 1964, para ser diretor da Escola Estadual José Gomes Pinheiro.
No ano de 1974 transferiu-se para a Escola Municipal de Ensino Fundamental Cardoso de Almeida onde permaneceu até a sua aposentadoria no ano de 1984.

Durante a sua vida, escreveu alguns livros em parceria com seu irmão Carlos de Morais, voltados ao magistério, à imigração italiana e à história de Pereiras.
Entre algumas de suas produções estão: Imigração Italiana – Sua Influência na Gênese e Desenvolvimento da Cidade de Pereiras; A Velha República e a Imigração Italiana; Grupo Escolar de Pereiras; Lembranças; Magia da Linguagem e o livro Leitura e Escrita.

Também publicou livros como único autor, sendo eles: Sobradinho – início de um bom caminho; Histórias de Vida na Escola, e Contando Versos no Tempo.
Mozart era um excelente professor, sempre presente e ensinava a todos com quem convivia, sendo aluno ou colega de trabalho. Era apaixonado pela sua profissão.

A metodologia de Mozart visava a uma distribuição racionalizada dos alunos nas classes, novas técnicas de alfabetização, solução de problemas, melhoria no entrosamento entre as séries, implemento da disciplina democrática com soluções firmes, visitação às classes, premiação do bom professor, incentivo à leitura, ao jornal mural, ao crescimento gradativo do vocabulário, entre tantas outras.

 

Fonte: PMB