Milton Monti - federal PR

LEIA TAMBÉM

MILTINHO GARANTE OBRA

VIADUTO ESTAVA ORÇADO EM R$ 12 MILHÕES

 

O prefeito de Botucatu Mário Pardini esteve quinta-feira, 1º de junho, no DNIT de São Paulo, para saber dos encaminhamentos feitos recentemente no Ministério dos Transportes, para a construção do viaduto sobre os trilhos da ferrovia, próximo ao Lageado.

De acordo com reportagem divulgada pelo site Acontece Botucatu e Rádio Criativa, o superintendente do DNIT, Roberto Menezes, informou que os recursos para a obra não foram empenhados. Também foi divulgando que a América Latina Logística – agora denominada RUMO, não teria autorizada a realização da obra, sobre sua área de concessão.

O Botucatuonline tentou falar sem sucesso com o prefeito Mário Pardini ou com alguém da assessoria de imprensa da Prefeitura sobre o assunto.

MILTINHO GARANTE A OBRA SOBRE A FERROVIA

Comitiva de Botucatu com o deputado Milton Monti no Gabinete do Ministro dos Transportes |Foto PMB

O deputado Milton Monti (PR) garantiu que o dinheiro está reservado e que o Ministro dos Transportes Mauricio Quintella Lessa vai anunciar pessoalmente a obra em Botucatu.

“Está tudo de acordo com o que foi encaminhado. Neste mês de junho o Ministro estará em Botucatu para anunciar a obra do viaduto sobre os trilhos da ferrovia”, garantiu o deputado federal.

Miltinho afirmou ainda que os recursos solicitados por ele e encaminhados no Ministério dos Transportes são para duas obras: “na verdade são dois viadutos, um sobre a ferrovia em Botucatu e outro em Avaré. O maior empenho (financeiro) e obra são em Botucatu”, disse.

O deputado confirmou a informação passada pelo prefeito à rádio Criativa e site Acontece Botucatu, referente a não concordância da América Latina Logística sobre a obra.

“Esse é um detalhe que falta, não é empecilho. O Ministério (dos Transportes), o DNIT e a América Latina Logística têm relações e não será nada difícil encaminhar essa questão”, concordou.

“De fato a realização da obra desse porte pode interferir no transito de trens, mas isso é uma questão de acerto que faremos, superando esse problema sem nenhum problema”, observou o deputado.