Sérgio Ortiz, Presidente do Sincomerciários | Foto Leia Noticias
O presidente do Sindicato dos Comerciários de Botucatu Sérgio Ortiz afirmou nesta segunda-feira, 11, que ainda não recebeu nenhuma reclamação na entidade de comerciários ofendidos ou sofrendo assédio moral de clientes ou empregadores.
“Soubemos de casos de violência verbal que estão acontecendo em algumas lojas, feitas por consumidores, que não estão respeitando o distanciamento social. Quem sofreu algum tipo de humilhação, seja pelo empregador ou pelo consumidor deve procurar nosso sindicato e informar. Não podemos permitir isso e vamos tomar providencias”, afirmou durante entrevista na Clube FM, na manhã desta segunda-feira.
No ultimo sábado alguns lojistas relataram que suas funcionárias foram humilhadas por consumidores, quando tentavam organizar filas e evitar propagação do virus. Segundo o Botucatu Online tomou conhecimento, foram ao menos 2 casos em lojas da cidade na vespera do Dia das Mães.
Funcionários de supermercados que fazem orientações sobre acesso e medem temperaturas na porta dos estabelecimentos também relatam ameaças e agressões verbais de clientes que insistem em entrar com toda a família e outros que se recusam a usar máscaras e medir temperatura.
“Eu até entendo que as pessoas estão nervosas, mas eu peço a essas pessoas que foram mal educadas com as comerciárias que voltem às lojas e peçam desculpas”, aconselhou o sindicalista.

PROVIDÊNCIAS

Pardini informou na manhã de hoje, 11, que iria se reunir com a equipe da Secretaria de Desenvolvimento e os Procuradores da Prefeitura, para decidir as providencias contra empresas que não estão respeitando o decreto que permite atendimento drive-thru e fazem atendimento nas calçadas, provocando aglomerações.
A decisão está em fazer novo alerta, já que algumas lojas já foram alertadas pelas fiscalizações ou aplicação de multa e lacre da loja.