Ontem, na tardezinha, assisti chocada a invasão do Capitólio por apoiadores do insano Trump.
Anti-democrata, o talzinho não aceita sua derrota e continua a mentir e insuflar a bagunça.
Interessante observar que durante as manifestações pacíficas do “Black lives matter” ele colocou a guarda nacional pra machucar.
Ontem, na invasão violenta, inclusive com mortes, fez corpo mole e demorou pra fingir que pedia pros seus comparsas sairem de cena.
Não consegui deixar de pensar, fazer um paralelo, com o insano que habita o Alvorada.
Ambos tem 30% de apoiadores, ambos anti-democratas, ambos tentativa de tiranos.
Ahhhhhhh….
Reunião semanal ao vivo com o Fer, sempre bom.
E a natureza nos brindou.
Assistindo série na tv…
“Eu vim aqui tentando me reinventar.
Eu não sabia o que era…”, disse o personagem de Rookie.
Cabe bem pra mim.
Escrever diariamente, voltar a nadar, ter autonomia de agenda, estou me reinventando todos os dias.
Acordei pra ouvir o jornal da rádio.
Dr. Caldas foi extremamente cru: a contaminação em Botucatu está altíssima, há que se ter consciência e é necessário empenho das autoridades, todos os dias, falando com a população.
Afinal, foram 85% de votos.
Soube que é a maior reeleição no Brasil.
Parece que a vacina está mais próxima.
Tudo que quero.
Sem medo, confiando na ciência e na capacidade de todos os profissionais envolvidos nessa missão.
Ainda fazendo café, conversando com a mamãe, que continua em Cesário Lange, ouvi chamar.
Um moço me diz que é a entrega de uma geladeira!
Pedi pra ele gritar pra mamãe ouvir.
Estou passada até agora.
Exatamente um mês depois da data prevista, muitos telefonemas pro SAC do Magalu, Procon, Reclame aqui, ahhhhhhh, foi um desgaste imenso, uma decepção chatinha.
Finalmente acabou a saga da geladeira Brastemp, já com duas parcelas pagas.
Amanhã Adriano, meu faz tudo preferido, vem instalar.

Um jardineiro a menos na minha agenda.
Pediu 50% a mais, fala sério!
Que categoria, tirando a prefeitura e secretarias da cidade de São Paulo, teve esse aumento?
Fico impressionada!
Teve visitinha da Rosane e dona Maura na manhã.
Café, empadinha, bolo de rolo, manjericão e alecrim.
Mudei de ideia e fui pra Ferrô.

Fiz o km de revezamento em 35 minutos.
O pé esquerdo, o ombro direito, ahhhh… câimbras.
Pensamentos aquáticos deliciosos.
Cardápio de hoje, São Paulo na semana que vem, Guarujá em fevereiro, Portugal em maio (?), planos e planos.
No mercado, meo Deeeeuuuusss!
Tudotudotudo muito caro.
Pouca compra e muitos reais.
Nossa moeda mega desvalorizada.
Ha que se prestar atenção nas ofertas e frutas da estação.

Agenda de 1998.
Julho não teve o show dos Titãs, caso que contei ano passado.
O golpe do talzinho, há 22 anos atrás, pra sempre impune e pra sempre na memória dos lesados.
Mas tive encontros deliciosos com Anginha, Suka, Lana, Denise, Marcão Castanheira, Vado Silva.
Também fui pra Itatinga no aniversário da Gabi Ully, filha da Mazé.

” Era quase meio-dia no lado escuro da vida…”
Além do Cazuza, minha trilha tinha Cat Stevens, Dire Straits e Steve Ray.
Eu tinha um walkman, comprei caixinhas de som, e ele alegrava as madrugadas de plantão no PS do HC.
” Viver o amor real e ter certeza
Só eu nesse carnaval.”
Marina Lima
“Tic-Tac para Dedé
Olho-te de frente.
Outra vez
O relógio bateu
Três vezes.
Três ventos
E três auroras.
Calam-se os rumores.
Olho-te de frente
Outra vez.”
Jorge Dionísio

Lasanha de quatro queijos com pomodoro do Fer.
Calor calor calor.
As maritacas voltaram.
Me sinto muito contente.
Para reflexão.
“Pedras no caminho? Guardo todas.
Um dia vou construir um castelo.”
Fernando Pessoa.
Resistir sem preguiça.
Seguimos.