Marcelo Emílio é Secretário de Segurança de Botucatu
O prefeito de Botucatu Mário Pardini (PSDB) indicou o advogado e secretário adjunto Marcelo Emílio como novo de Segurança. O convite foi feito oficialmente na quarta-feira, dia 28. 
“O prefeito me consultou oficialmente sobre o interesse em ocupar o cargo de Secretário de Segurança e Direitos Humanos na ultima quarta-feira. Pensei sobre o assunto e decidi encarar o desafio”, informou o novo indicado para assumir o cargo que estava vago desde o final de dezembro.
Embora tenha revelado que não iria promover mudanças no comando da corporação, no dia seguinte à nomeação, Marcelo Emílio recebeu o pedido de afastamento do cargo de Sérgio Luiz Bavia e Weber Pimentel, comandante e subcomandante da GCM.
Tanto Bavia como Pimentel justificaram que o afastamento era em caráter pessoal e não por resistência ao nome. O comandante Bavia até o encerramento desta edição não havia manifestado sua posição em entrevistas ou na rede social.
O subcomandante Pimentel divulgou uma nota anunciando que está há 12 anos na GCM, sendo o primeiro inspetor e depois ter ficado no subcomando por cinco  anos e justificou o afastamento do comando da seguinte forma:  “Por livre escolha, optei por retornar as minhas funções de Guarda Civil Municipal 5º Classe junto às fileiras da GCM.”.
Pimentel se colocou à disposição do novo secretário e Prefeito, “mas não com poder de decisão junto às ações operacionais da GCM, tão somente nas ocorrências e missões que a mim forem atribuídas”,  escreveu no facebook. Finalizando a nota em seu perfil,  o ex-subcomantente desejou “sucesso aos novos comandantes da Guarda” que ainda não foram nomeados.
O prefeito Mário Pardini em entrevista neste sábado, 2 de fevereiro, agradeceu ao empenho do comando da GCM e destacou que é normal esse tipo de posicionamento para facilitar o trabalho do novo secretário que deverá assumir o cargo oficialmente na próxima semana e nomear as pessoas de sua confiança.
Pardini afirmou que tanto Bavia como Pimentel foram fiéis ao governo e elogiou a postura do comando que se retira. Não foi revelado até o momento quem serão os novos indicados para o comando da GCM.

SEM SECRETÁRIO DE CULTURA

 

Se o prefeito resolveu o problema na Secretaria de Segurança e Direitos Humanos indicando o advogado Marcelo Emilio para o cargo que estava vago, na Cultura o cargo continua vago há mais de dois meses e com alguns prazos apertando dentro do calendário cultural da cidade como as decisões sobre Virada Cultural, Festival de Inverno e, sobretudo, o aniversário da cidade, em 14 abril.
Em entrevista na Rádio Clube FM o prefeito afirmou que vem discutindo a indicação com diversas pessoas, adiantou que havia convidado uma pessoa que não aceitou, mas vem trabalhando no assunto “que deverá ser resolvido em breve”, conforme disse a Jayme Contessote Jr.
Pardini contou que esteve reunido com os ex-secretários de Cultura Antonio Luiz Caldas Junior e Luiz Roberto de Oliveira, discutindo nomes para a Secretaria. O prefeito contou ainda que o PCdoB não vai desembarcar do governo, mesmo que o nome indicado não seja da legenda.

(com informações do jornal Leia Noticias e Radio Clube FM)